O Público alvo e suas nuances

Nunca tomamos uma decisão no vácuo!

As razões são complexas e os motivos são reais. Seja qual for o segmento da organização, sempre haverá o momento da decisão sobre as estratégias que serão tomadas, a narrativa que será usada e o mais importante, a definição do público alvo.

Obter essa definição é uma tarefa primordial para o sucesso de qualquer estratégia. A ideia de juntar públicos diferentes numa mesma ação é também uma forma válida que particularmemte me chama atenção.

Conversando com o CEO de um grupo empresarial atuante no cenário local e nacional tive uma lição de ouro. Quando se junta públicos distintos numa mesma ação, o resultado pode ser mais prazeroso que o lucro líquido no caixa da empresa.

Estratégias eficientes também se norteiam em juntar diferentes públicos com o mesmo objetivo, o de consumir. Basta pensarmos num grande festival de música patrocinado por empresas: com MPB, Funk, Forró, Rock e até Jazz.

Conseguimos imaginar diferentes públicos compartilhando o mesmo espaço com mesmo objetivo, de curtir seu gênero musical predileto e ainda ter a oportunidade de acompanhar músicas diferentes. O produto principal é a música!

O alvo do público ou dos públicos é sempre algo que desperta o desejo do consumo. Produtos versus ações com toques de criatividade e inovação podem se tornar sucesso à medio e longo prazo na vida dos clientes. Inclusive, o processo de fidelização passa por esta etapa primordial.

Empresas que se preocupam com seus clientes precisam estar atentas sobre desejos e como as necessidades de seus consumidores podem ser atendidas. Afinal de contas, o lucro não é tão forte quando não existe competitividade!

Gabriel Barbosa – Jornalista e Analista do LOPEM.

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*